PESQUISA

Apresentação do Grupo de Pesquisa

Criado em 2015 com o propósito de atender às demandas de pesquisa sobre as conexões entre sexo, gênero, política, imagem, identidade e subjetividade, que se mantém como subtextos no universo das pesquisas filosóficas, o Laboratório Antígona de Filosofia e Gênero é um espaço de pesquisa destinado inicialmente à comunidade acadêmica, porém aberta à realização de atividades de extensão e ensino. O Laboratório desenvolve suas pesquisas a partir das seguintes linhas de Pesquisa: Filosofia Política, Ética, Ética Aplicada, Estética, Filosofia Antiga e Filosofia Contemporânea. As mesmas linhas de pesquisa são desenvolvidas pelo Grupo de Pesquisa “Reconhecimento e Redistribuição: formas de combate aos estereótipos de Gênero”, criado em 2010, que passa a integrar parte de suas atividades de extensão e pesquisa do Laboratório. O Laboratório Antígona é vinculado ao Departamento de Filosofia do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (IFCS) da UFRJ.

logo

O Grupo de Pesquisas “Reconhecimento e Redistribuição: formas de combate aos estereótipos de Gênero” foi criado em 2010 com o objetivo de investigar os impactos relacionados às diferenças de status social atribuídas aos papéis sociais dos gêneros feminino e masculino no exercício da paridade de direitos, liberdade e construção de subjetividade. Desde de sua criação o Grupo organizou debates, seminários e oficinas, tendo sido contemplado com edital CNPq 2010, que resultou na produção do documentário de média metragem, “O Fracasso dos estereótipos”.

O Grupo participou, ainda, de mesas temáticas e dos Encontros Internacionais Queering Paradigms IV (2012) e VI Colóquio Internacional de Filosofia Política Saber y Poder. Perspectivas Decoloniales (2014).

Vinculado ao Programa de Pós-graduação do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (PPGF) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), as pesquisas e estudos de Gênero são desenvolvidas em conexão com as seguintes linhas de Pesquisa: Filosofia Política, Ética, Ética Aplicada, Estética, Filosofia Antiga e Filosofia Contemporânea.

A partir dessas linhas de pesquisa o grupo foca-se preferencialmente em estudos pós-colonialistas, mídia, imagem e estereótipos, identidades, sexos e gêneros, teorias queer, raça e etnia, classe social, biopolítica, pornografia, prostituição, ecofeminismos e feminismos.

Aberto a trocas de conhecimento com os diversos grupos de pesquisa da UFRJ e demais universidades, pretende-se contribuir com atividades de extensão, intercâmbios nacionais e internacionais de pesquisadores, fomentando o debate e as investigações filosóficas.